Disfunção erétil (DE)

FATOS RÁPIDOS

A disfunção erétil (DE) é incapacidade de alcançar ou manter uma ereção satisfatória para poder ter relações sexuais.

(Consulte também Considerações gerais sobre a disfunção sexual em homens.)

Ocasionalmente, todos os homens têm problemas em ter uma ereção, e tais ocorrências são consideradas normais. A disfunção erétil ocorre quando um homem

  • Nunca consegue atingir uma ereção
  • Atinge ereção brevemente, mas não o suficiente para a relação sexual
  • Atinge ereção eficaz de forma inconsistente

A DE é chamada de primária se o homem nunca conseguiu ter ou manter uma ereção.

A DE é chamada de secundária se ela ocorrer em um homem mais velho que anteriormente conseguia ter ereções.

A DE secundária é muito mais comum que a DE primária.

Nos Estados Unidos, cerca de 50% dos homens com idade entre 40 e 70 são afetados de alguma forma e a porcentagem aumenta com o envelhecimento.

No entanto, a DE não é considerada uma parte normal do envelhecimento e pode ser tratada com sucesso em qualquer idade.

Causas

Qualquer condição que afete a saúde dos vasos sanguíneos – doença cardíaca, diabetes, hipertensão arterial ou tabagismo – prejudica a ereção. O estresse e os problemas de relacionamento ou afetivos são outras causas.

Leia também:Tesão de vaca x

Estratégias de prevenção

Alimente-se como os gregos

A dieta mediterrânea é rica em gorduras monoinsaturadas saudáveis, encontradas em alimentos como o azeite de oliva. Também é repleta de frutas, verduras, amêndoas, nozes, leguminosas, grãos integrais e peixe, e relativamente pobre em carne vermelha.

Pesquisadores italianos compararam 100 homens com disfunção erétil a outros 100 sem esse problema e descobriram que aqueles cuja dieta se aproximava mais da dieta mediterrânea eram menos propensos a ter impotência sexual.

Os pesquisadores especulam que o motivo seja o efeito anti-inflamatório da dieta. Inflamações contribuem para o acúmulo de placas de gordura (ateromas), estreitando os vasos sanguíneos e reduzindo o volume de sangue que flui para o pênis, dificultando a ereção.

Pare de fumar

Um estudo com 7.684 chineses descobriu que o tabagismo era responsável por cerca de um em cada cinco casos de disfunção erétil.

Quanto mais você fumar, maior a probabilidade de vir a ter problemas. O estudo descobriu que fumar 20 cigarros por dia aumentava o risco em 60% se comparado a não fumar nenhum. O motivo? Fumar contrai os vasos sanguíneos e contribui para o acúmulo de placas de gordura, diminuindo o fluxo sanguíneo das artérias.

Até mesmo um dia sem fumar pode melhorar a ereção

Mantenha a glicemia normal

Metade dos homens com diabetes tem problemas de ereção – duas vezes a porcentagem de homens sem a doença.

Tome um comprimido

Você tem três escolhas: sildenafil, tadalafil e vardenafil. Todos elevam o nível de óxido nítrico, a substância química que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos no pênis e a mantê-los assim, de modo que seja possível ter e sustentar uma ereção.